300 ANOS QUE ELA APARECEU, A VIRGEM APARECIDA – Pe. Lambert Noben – MO

Menu

300 ANOS QUE ELA APARECEU, A VIRGEM APARECIDA – Pe. Lambert Noben – MO

cartaz Jubileu 300 anos de Aparecida

Maria, nós nos maravilhamos que três pescadores, em vez de peixes, pescaram sua imagem no rio, e depois pescaram a cabeça de sua imagem. Mas nunca ouvi ninguém se perguntar como sua imagem chegou lá, no fundo do rio. Podemos imaginar que alguém a jogou no rio, porque estava quebrada. La no fundo do rio, provavelmente pela ação de água a imagem ficou preta. E assim, pretinha e quebrada, e talvez por causa disso, depois de ter sido pescada, esta imagem sua se tornou o símbolo  maior de nosso povo brasileiro, este povo tão quebrantado pela miséria, pela exploração nacional e internacional, onde a maioria tem sangue africano e mesmo assim continua desprezado e oprimida por causa da cor de sua pele.

Maria, mais de que nunca, nosso povo empobrecido, perdendo novamente as poucas vantagens e progressos materiais e humanas que tinha adquirido nos últimos anos, por causa de uma política capitalista desastrosa que só pensa no PIB, perdeu sua esperança na classe política e em muitas instituições que deveriam defender os interesses do povão. Por isso, mais de que nunca recorremos a sua proteção materna. Você Maria nos compreende, você que em sua Nazaré viveu do trabalho manual de José e Jesus, você que viveu num país com falta de água e precisou carregar a água nos ombros, que precisou lavar roupa na beira do rio, que morava num barracão humilde sem conforto, você Maria parece tanto com nossa gente, nosso povo do Nordeste, nosso povo das favelas, dos barracões a beira das BRs, você parece até gente nossa e por isso colocamos em você toda nossa esperança. Maria muda o coração endurecido, ganancioso e corrupto de nossos governantes, acorda nosso povo para descobrir a responsabilidade e a força que ele tem para mudar esta realidade desumana e injusta através de sua solidariedade, união e compromisso com a dignidade humana a defesa de nossos valores culturais e cristãos e a conservação de nossa casa comum, esta mundo tão grande, bonito e rico que foi nos confiado para que cuidemos bem dele. Maria, ajudo nos, não apenas a cantar e rezar seu Magnificat, mas a realiza lo. Assim como o Pai Nosso, o Magnificat não são apenas lindas orações mas programas de vida e serem realizadas por nós com a graça de Deus e a sua proteção materna. Maria, ajuda nos a derrubar do seu trono os corações corruptos, orgulhosos e prepotentes e a encher de fartura as mãos dos famintos, dos pobres dos descartados e dos sem nada. Maria você que experimentou em sua vida terrestre como é duro e difícil viver numa terra oprimida por Herodes, os romanos e ainda a religião opressora, ajuda nosso povo pobre, pequeno e excluído a não perder a coragem a não abandonar a fé em Deus e em se mesmo, e se unir na luta comum e pacifica por um mundo justo, fraterno e solidário para todos. Amem.

Texto Escrito pelo Pe. Lambert Noben MO – Padres do Trabalho lambertnoben@gmail.com