ANO DO LAICATO – Pe. Lambert Noben – MO

Menu

ANO DO LAICATO – Pe. Lambert Noben – MO

Ano-do-laicato-2018-aaChegou o bom Papa João XXIII e com ele o concilio Vaticano II, e iniciou se uma revolução profunda na maneira de ser Igreja; o leigo aos poucos adquiriu idade adulta, maturidade, não é apenas um consumidor do sagrado, um espectador do culto celebrado pelo sacerdote, o sacramento não é um rito magico que age por se mesmo, “ex opera operando” como se dizia, mas é o início de um compromisso e uma responsabilidade para a vida inteiro a serviço e dentre da Igreja, a linguagem misteriosa que ninguém intendia se tornou português, a Igreja não se limita a hierarquia, mas se tornou o Povo de Deus em marcha, povo que é evangelizado e evangelizador, um povo discípulo-missionário, um povo que participa em vez de apenas assistir, um povo de leigos protagonistas da ação evangelizadora e principalmente da ação sócio-transformadora de Igreja através das pastorais sociais. Os leigos começarem a meditar, partilhar e principalmente vivenciar o Evangelho, a Palavra de Deus nos seus grupos de reflexão e ceb´s, substituir orações formais pela leitura orante da Bíblia aprendida nas oficinas de oração. Tudo isso a partir de uma nova visão do Batismo que não é mais um rito para expulsar o capeta e para arrumar compadre e comadre, mas o início de um enxertar se no Cristo ressuscitado assumindo sua triplica missão de sacerdote, profeta e pastor, o Crisma não é mais uma formalidade para arrumar mais um padrinho, o matrimonio não é mais um desfilo de modas mais um compromisso de fazer alguém feliz por toda a vida, a unção não é para matar ninguém mas força para viver bem a fase mais difícil da vida, a confissão não é mágica mas celebração de nossa conversão e a eucaristia é o início de uma vida eucarística que só termina na eternidade do céu. Não há cristão de segunda categoria, você leigo lê o mesmo Evangelho que o papa e você comunga o mesmo Cristo Eucarístico que ele, você é tanto cristão quanto ele, apenas com uma função diferente dentro da Igreja. A Igreja, o Cristo e todos nós contamos com você como cristão adulto e responsável.

Texto Escrito pelo Pe. Lambert Noben MO – Padres do Trabalho lambertnoben@gmail.com