Mandado ou Chamado

Menu

Mandado ou Chamado

wallpaper-cristao-hd-negue-se-si-mesmo-tome-cruz_1920x1200Vivemos num mundo onde todo mundo manda; o marido manda em sua mulher e vise versa, os pais mandam em seus filhos e vise versa, o sargento manda em seus soldados, o chefe manda em seus subalternos, o presidente manda em todo mundo, o superior manda no inferior, ……O que gostamos mais é mandar e ficamos danado quando o outro não quer obedecer. Temos punições, spray de pimenta, cassetete, multas, retenção de verbas, excomunhão, prisão, perseguição para quem não quer obedecer. Somos tão acostumados a exercer nosso ditatura, que dizemos que até Deus é ditador. Falamos nos “mandamentos de Deus” e sabemos que Deus não manda em nada, Ele pede, Ele nos aconselha, nos orienta, como Jesus dizia ao jovem rico; “ se desejas ser perfeito, vai, vende seus bens, dá aos pobres o rendimento, e vem, segue me”. Deus é amor e quem ama pede, proponha, sugere, mostra o caminho mas deixa ao outro a decisão de seguir, de praticar e vivenciar o que Ele sugeriu. Já no primeiro testamento está escrito; “Deus colocou na sua frente o bem e o mal, a vida e a morte, estende a mão por aquilo que você deseja, e o que você escolher, isso lhe será dado. Jesus chamou seus discípulos, mas não obrigou ninguém a segui-la, e quando um dia Pedro reclamou, Jesus simplesmente diz; “você também quer ir embora”? Tudo no Evangelho de Jesus é proposta, sugestão, mas Ele não tinha tropa de choque para impor sua vontade. Seguir Jesus sempre foi uma decisão livre de cada um.

Ainda hoje Deus nos chama a cada um de nós, nos chama à vida e principalmente nos chama a amar; amar sempre, amar a todos, amar na vida conjugal e familiar, amar na vida consagrada, amar através de nossa vida de leigo, amar através de nossa profissão, amar na nossa vida social, amar no nosso compromisso político, amar principalmente através de nossa religião, mas Ele espera nossa resposta livre, voluntária, pessoal. Ninguém é dono de ninguém, a não ser Deus e mesmo assim Ele respeita nossa liberdade, nossa adesão pessoal. Se Deus nos coagisse como faz um ditador da Correia do Norte por exemplo, seriamos todas marionetes, não haveria divisão, briga, desigualdade, mas não seriamos gente, não seriamos pessoas. Deus respeita nossa liberdade, porque o amor é uma decisão livre, ninguém consegue nos obrigar a amar, Deus não quer nossa submissão, Deus não quer ter escravos, mas filhos. Na parábola do filho prodigo, o pai deixou o filho ir embora deixou ele quebrar a cara a esperou ele voltar por livre decisão. Assim Deus também chama você e espera pacientemente sua resposta livre. Não pergunta; e obrigado ser cristão, é obrigado ir à missa? Nada é obrigado. Você decida e você é responsável pela sua decisão e pelas consequências. Deus não castiga ninguém. Você escolha sua própria desgraça quando não segue o conselho que Deus lhe deu. O mal tem em si seu próprio veneno. Só o amor livremente exercido nos realiza e nos fara feliz.