Rede de Comunidades: formando a Igreja viva-artigo do Padre José Geraldo de Souza, Paróquia Nossa Senhora do Rosário

Menu

Rede de Comunidades: formando a Igreja viva-artigo do Padre José Geraldo de Souza, Paróquia Nossa Senhora do Rosário

paroquia_rede_comunidadesNós somos Paróquia, que são comunidades de comunidade. Cada uma é um elo ligado ao outro, formando uma Rede. Nós somos como panos coloridos costurados entre si, formando uma colcha de retalhos unidos com carinho e cuidado. Todas as comunidades tem sua importância, sua qualidade e contem vários grupos, equipes, ministérios que se juntando formam a comum-unidade. Vivem em comunhão seus dons, suas virtudes que formam um só corpo, um só espirito expressando um só amor.

É na comunidade que rezamos, louvamos e celebramos a doação e o sacrifício de Jesus. Nela vivemos como irmãos e nos transformamos em Igreja-Viva.

Buscamos viver uma rede na dimensão da espiritualidade, onde nossas ações, atividades, nossos ministérios, pastorais, eventos e celebrações sejam inspirados pelo Espirito Santo. Dia a dia, tomamos consciência de que somos comunidades que caminham num processo constante de formação, visando a assumir um novo jeito de ser Igreja.

O centro da espiritualidade é Cristo. Assim, em tudo o que somos, devemos testemunhar Cristo. Se não O vivemos, nossas ações não tem valor. Podemos até nos empenhar nas atividades, falar muito de Jesus, mas se não testemunharmos que o Espirito dele realiza tudo, nada adiantará para Cristo. É compromisso primeiro do cristão testemunhar esse espírito na vida comunitária e na comunidade que se organiza, pois nela aprendemos a amar. É na comunidade que rezamos, louvamos e celebramos a doação e o sacrifício de Jesus. Nela vivemos como irmãos e nos transformamos em Igreja-Viva, nos tornamos membros ligados a um só corpo. Somos membros diferentes, mas unidos ao corpo de Cristo.

Fazemos atividades diversas para enriquecer a comunidade, mas juntos, num só espirito e num só batismo. Então, devemos expressar a todos como aprendemos amar, como somos unidos, galhos ligados ao mesmo tronco. Unidos num mesmo espírito, na mesma comunidade, vivemos a dimensão do social que nada mais é do que viver a caridade. Sendo assim, nossa comunidade deve fazer opção pelos necessitados. A busca em Jesus nos fortalece e nos alimenta espiritualmente para irmos ao encontro do irmão, sobretudo dos mais pobres.

É nosso compromisso ensinar, valorizar e ir em direção às periferias
sociais e geográficas

Impulsionados por uma Espiritualidade Libertadora, é nossa missão fazer como Jesus, combatendo todas as formas de pecado: egoísmo, injustiça, opressão, discriminação, pobreza etc. Em sintonia com o Papa Francisco e à luz de suas mensagens durante visita ao Brasil, na Jornada Mundial da Juventude, a Igreja reforça a proposta às paróquias para que valorizem as comunidades de base e façam delas um lugar de acolhida. Para isso, os Conselhos Paroquiais e Comunitários são ferramentas importantes, pelas quais as pastorais, as equipes de serviços e os ministérios expressam a Rede de Comunidades.

É nessa realidade que devemos testemunhar aquilo que nos parece mais simples, priorizando a vivência na comunidade à meta propriamente dita. É nosso compromisso ensinar, valorizar e ir em direção às periferias sociais e geográficas. Dimensões sociais e política da fé cristã definidas com sabedoria pelo Papa Paulo VI, ao dizer que a politica é a forma mais sublime de praticar a caridade.

É a espiritualidade que nos encoraja a viver como irmãos em comunidade e a vivenciar a caridade por meio do amor aos mais pobres

Em suma, é importante que três dimensões estejam unidas para a vivência cristã: fazer as obras segundo o espirito, vivendo-as e experimentando-as em comunidade e revelando o amor de Deus aos mais pobres. É a espiritualidade que nos encoraja a viver como irmãos em comunidade e a vivenciar a caridade por meio do amor aos mais pobres e da luta em favor deles, expressando com nossos atos a politica do bem comum.

Um percurso que não deve ser feito a esmo. Para prosseguir nesta caminhada de modo mais simples, assertivo e tranquilo é oportuno que as comunidades se alimentem da Palavra de Deus usufruindo dos roteiros de Círculos Bíblicos e buscando na Celebração da Eucaristia a força para lutar, caminhar, progredir e formar a Igreja viva, sempre em missão.

a-voz--do-sacerdote-copia-177x209

 

Artigo : Padre José Geraldo de Souza
Paróquia Nossa Senhora do Rosário

 

 

 

fonte: http://arquidiocesebh.org.br/noticias/rede-de-comunidades-formando-igreja-viva-arigo-do-padre-jose-geraldo-de-souza-paroquia-nossa-senhora-do-rosario/