O Dízimo é uma resposta de fé, confiança e gratidão!

Menu

O Dízimo é uma resposta de fé, confiança e gratidão!

MATERIAL_DIZIMO

Qual a motivação que leva alguém a se tornar dizimista?!
Nesse mundo em que grande parte das pessoas se move apenas por interesses e conveniências, como compreender que alguém se disponha a tirar do próprio bolso alguma importância para entregar à Igreja? E como explicar o grande número de pessoas que generosamente se comprometem com a sua comunidade e contribuem significativamente oferecendo mês a mês o seu dízimo fiel? Como explicar, ainda, que existem muitos dizimistas que vem oferecendo a sua retribuição anos a fio e se declaram plenamente satisfeitos com a sua livre adesão e sem qualquer motivo para arrependimentos? Dificilmente seria possível encontrar as explicações na lógica que move este mundo.
Apenas na dimensão da fé é possível encontrar as razões que justificam a fidelidade do dizimista, assim como é apenas nesta dimensão que se podem compreender tantas outras atitudes cristãs. Adotando um raciocínio meramente aritmético ou financeiro segundo um critério normal do mundo, dificilmente alguém se proporia a contribuir.
Mas o dizimista leva em conta um componente capaz de revolucionar as leis da aritmética e é baseado neste componente – a fé – que ele faz com alegria a sua adesão ao dízimo e constata que a aritmética da fé produz efeitos surpreendentes em sua vida. O primeiro efeito que observa é uma consciência nova e clara que tudo o que recebe é fruto da generosidade divina e que sua atitude de retribuir baseia-se num sentimento de gratidão correspondente. O segundo efeito é a progressiva libertação que vai experimentando em relação ao natural apego material próprio da condição humana. O dizimista vai fazendo a experiência de partilhar e na medida em que retribui com o Dízimo percebe com satisfação que a sua partilha não lhe traz qualquer prejuízo e ainda se surpreende ao constatar que Deus não se deixa vencer em generosidade e permite que sua vida seja melhor agora com os 90% que lhe sobra do que era antes quando vivia com os 100% que recebia sem retribuir com o seu dízimo.
E esta não é a história de um ou outro dizimista, esta é uma regra para todos aqueles que conscientemente fazem esta experiência – quer os que são dizimistas de longa data quer os que estão apenas iniciando a sua experiência com o Dízimo.
Então, qual a motivação que leva alguém a se tornar dizimista?!
A motivação mais consistente é a fé, pois pela fé em Deus o dizimista é levado ao compromisso para com a Igreja, a fidelidade ao compromisso faz crescer sua confiança e a confiança desperta a sua gratidão a Deus, fonte de todo o bem.
O Dízimo, pois, é uma resposta de fé, confiança e gratidão!

fonte:http://luiztarciso.net/dizimo/dizimoresposta-html/

IMPRIME A FICHA DO DIZIMISTA E LEVE ATE A SECRETARIA DA PAROQUIA